O guia sobre as fragrâncias cítricas

Versatilidade é quando você vai sair pra se divertir depois do trabalho e precisa de um look que sirva para os dois momentos. Ou quando você usa a mesma peça para criar outras 3 novas possibilidades.


Se isso fosse traduzido em um perfume, certamente seria para os da família olfativa cítrica. A palavra de ordem para suas notas é dinamismo! Geralmente suas fragrâncias combinam para o dia, para a noite, para a madrugada, para o jovem, para o maduro, para as mulheres e para os homens. Ufa! Isso sim é agregação.

Quer entender mais o motivo disso e como essa família funciona? Basta acompanhar os tópicos abaixo para não se perder:

● De onde vem as notas cítricas?
● Como se dá a extração das essências cítricas?
● As refrescantes variações das notas cítricas

De onde vem as notas cítricas?

Quando a gente se encanta por algo, logo procuramos saber de tudo sobre o tema. Com perfumes isso não é muito diferente. Os cheiros costumam fazer parte de lembranças da nossa história. Só a menção de um aroma pode nos fazer viajar em memórias e isso torna tudo mais intenso. E quando menos esperamos, estamos nos perguntando como algo tão gostoso foi criado? De onde veio? Como se fez tão importante?

No caso das notas cítricas, sua base é o aldeído (ou lemonal). Para melhor entendimento, podemos dizer que essa maravilha vem do citral, um composto de aparência líquida e incolor ou pálida, além de um vigoroso odor de limão. O citral está predominantemente presente nos óleos de capim-limão, erva cidreira, limão, laranja e eucalipto. Temos ainda algumas notas extraídas da bergamota, da tangerina, do pomelo e da toranja. O resultado disso: um efeito cítrico e refrescante mais que certeiro!

Como se dá a extração das essências cítricas?

Enquanto secamos os limões e laranjas para extrairmos aquele delicioso suco que todo clima tropical pede, resta às cascas oferecerem a melhor forma de extração dos óleos essenciais para perfumes. Com o método de expressão à frio, os óleos são extraídos de forma manual ou mecânica e fornecem a base de alguns dos perfumes mais desejados das prateleiras.
Basicamente, a remoção mecânica acontece quando a fruta é colocada em um recipiente específico com pequenos furos e depois é prensada o suficiente para resgatar o óleo da casca.
Já na extração manual, a casca é cortada em pedaços pequenos, colocadas em um pano de algodão ou de linho e depois trituradas sobre uma tábua. O óleo que sai desse processo deve ainda ser fechado e conservado.

As refrescantes variações das notas cítricas

A principal característica da família olfativa cítrica é que ela é bastante leve. Homem ou mulher, há dias que tudo que se deseja é o frescor da leveza. E não vamos associar isso à qualquer tipo de fraqueza. Quando falamos de leveza, a principal idéia deve ser de refrescância, suavidade e frescor. Mas não se engane, porque o impacto ainda pode ser intenso.
As notas cítricas comportam uma fragrância mais branda, o que as categorizam como uma nota de saída ou nota de cabeça. Nessa classe, os perfumes são sentidos primeiro e fixam por menos tempo na pele.

Por isso, essas notas se propõem a serem perfeitas enquanto duram nesse espaço de tempo menor, seja apenas por elas mesmas ou por associação a outras notas.

Sobre essa última opção, podemos encontrar as notas:

● Cítricas amadeiradas
● Cítricas florais;
● Cítricas aromáticas; e
● Cítrica especiada.

Seja qual for a variação, todas caem muito bem ao gosto do brasileiro. Afinal, em um clima tão sensualmente quente, por vezes tudo que precisamos é estar sensualmente refrescados.

Compartilhe:
×