A fantástica fragrância dos herbais

Dentre todas as famílias olfativas que trouxemos nessa série de artigos, a família dos herbais é provavelmente a mais vasta. Afinal, você consegue imaginar quantas plantas existem? Ou ervas? Talvez gramas e fougeres? Pois é. Só isso nos dá a base para perceber o quão heterogêneo é esse grupo.

Mas essa imensidão de variedades vem com um baita bônus. As fragrâncias herbais são as queridinhas entre todos os outros grupos. Nem os mais durões resistem aos aromas leves, refrescantes e levemente cítricos presentes nas notas herbais.

Também está interessado? Então acompanhe os tópicos a seguir e se refresque com as informações mais relevantes sobre essa família olfativa!

Herbais? Que fragrância é essa?
Onde encontramos essas notas frescas?
Em qual parte da pirâmide olfativa estão as notas herbais?

Herbais? Que fragrância é essa?

A palavra herbal tem relação com as ervas e o mundo verde em geral. Muitas delas têm propriedades medicinais e/ou cosméticas. Por isso encontramos tantas delas nas sessões de chá quanto nas perfumarias.

Apesar da vastidão maravilhosa de chás existentes, o nosso foco agora são os perfumes. O extrato herbal utilizado em suas composições, é uma líquida de ervas juntamente com o álcool. Todo o processo de remoção do extrato é chamado de extração líquido-líquido. Nele, as ervas, que podem estar frescas ou desidratadas, são misturadas com o álcool. Dessa mistura, o óleo é extraído e a matéria sólida retirada, restando apenas o álcool e o óleo.

Depois desse processo, a fragrância herbal se torna da família dos aromáticos refrescantes, assim como as fragrâncias cítricas. Herbas são marcadas pelas notas frescas e marcantes das ervas e dos chás. Mas você sabe quais ervas e chás são esses? Caso não saiba, a hora é agora!

Onde encontramos essas notas frescas?

Encontramos as notas frescas dos herbais na natureza. Essa é resposta mais fiel e direta. Isso porque essa família olfativa de notas verdes e naturais, tem aromas fortes e específicos da natureza mesmo. Apesar de algumas variações em suas nuances como notas mais frescas, notas menos frescas que outras, ou ainda com algum toque cítrico, as notas herbais ainda assim segue um padrão em sua base. Confira onde elas são encontradas!

  • Alga;
  • Manjericão;
  • Capim;
  • Grama;
  • Hortelã;
  • Alecrim;
  • Aloe Vera;
  • Lavanda;
  • Arruda;
  • Bamboo;
  • Eucalipto;
  • Capim Cidreira;
  • Menta;
  • Chá verde;
  • Clorofila;
  • Erva doce;
  • e outras folhas verdes.

Definitivamente são muitas opções. Pois depois disso tudo ainda acrescentamos uma curiosidade. Essas notas, além de deliciosas, refletem bastante no modo como nos sentimos. Possivelmente isso tem relação com as propriedades medicinais anteriormente mencionadas. Por exemplo, nas notas frescas, leves suaves de bamboo (ou bambu), podemos associar à sensação de serenidade e harmonia. No aroma herbal e cítrico do alecrim encontramos energia e vigor. Já no aroma também cítrico do capim limão, as notas proporcionam bem estar e estímulo. Quem não quer um combo de cheiro bom + qualidade de vida, não é mesmo?

Em qual parte da pirâmide olfativa estão as notas herbais?

A pirâmide olfativa atua como uma espécie de hierarquização das categorias de notas. Ela é responsável por caracterizar a mudança do aroma do perfume em nossa pele com o decorrer do tempo, isso inclui ordenar a evaporação da fragrância.

Em ordem crescente, existem as notas de saída, notas de corpo e as notas de fundo, onde o aroma das notas de saída são sentidas primeiro e duram menos tempo, e as de fundo são sentidas por último e tem maior poder de fixação.

Juntamente com as cítricas, as notas herbais precisam ser marcantes. A razão disso é porque elas são sentidas logo na primeira borrifada, isto é, são responsáveis pelo encantamento à primeira cheirada. Enquanto notas de saída, elas evaporam mais rápido, mas expressam frescor e bastante aroma logo de primeira, já que são as primeiras a serem percebidas.

Compartilhe:
×